Match Village: Estratégia entre padrões

3 dias atrás • Project N • Via CoelhoNews.com: Seu agregador de notícias Nintendo
Match Village - Review

Um certo dia alguém resolveu se estabelecer em determinado lugar e ali fundou sua casa. Com o tempo outros fizeram o mesmo e assim uma vila nasceu. De forma semelhante a QUByte Interactive vem se estabelencendo como uma das maiores publicadoras nacionais acrescentando cada vez mais jogos em seu catálogo, e dessa vez Match Village chega quebrando cabeças com um toque bem minimalista.

Match Village é um jogo que mistura puzzles com estratégia em um grid hexagonal desenvolvido por Alysson N. Moraes da Rising Moon Games e publicado pela QUByte Interactive para todas as plataformas.

Match Village: Estratégia entre padrões

Objetivo

Aqui devemos contruir um vilarejo em uma ilha mesclando residências, igrejas e campos, enquanto combinamos e evoluimos esses mesmos elementos ao mesmo tempo em que pensamos onde devemos colocar cada peça (ou tile) para obter a melhor pontuação. Há uma pontuação mínima exigida para que possamos trocar de ilha, ao mesmo tempo que há um limite de peças disponíveis para serem colocadas.

Gameplay

Com base no que foi dito acima, podemos acrescentar que a jogabilidade é bem simples e apesar de não parecer a primeira vista, exige um certo nível de estratégia para avançar pelas ilhas.

Logo de início, na tela inicial do jogo, já temos a ilha no qual jogaremos e ela foi gerada proceduralmente, ou seja, de forma aleatória contendo suas próprias características. Isso ajuda a fomentar o desafio e deixa a rejogabilidade com ar de imprevisibilidade.

Match Village: Estratégia entre padrões
Cada novo jogo, uma nova ilha

Em Match Village devemos posicionar as peças do topo de uma pilha no mapa de forma a pontuar de acordo com o local em que colocamos a peça e fazer combos com peças semelhantes próximas umas das outras.

Match Village: Estratégia entre padrões

Logo de cara notamos um grande monumento rochoso que dá 50 pontos a mais para qualquer peça colocada ao seu redor contanto que esteja enconstada em si. A partir daqui devemos posicionar as demais peças recebendo os pontos por cada ação, mas também há um bonus: a cada 3 peças iguais (que estejam agrupadas ou em linha), no ato de posicionar a peça, elas se agruparão “evoluindo” e concendendo bonus para novas peças adjacentes.

Match Village: Estratégia entre padrões
Aqui podemos ver um pequeno icone branco sobre a casinha de madeira selecionada em verde. Ao colocar essa peça as duas outras adjacentes se unirão à ela e sairão do mapa.

Porém há um cuidado a se tomar: no momento que é colocada a terceira peça e a evolução da peça ocorre, a peça evoluida fica no local da ultima peça colocada removendo do mapa as demais.

Confuso? Talvez, mas se dominar isso conseguirá cada vez mais combos e maiores pontuações. Além de que cada vez que um combo é feito uma, ou mais, nova peça é adicionada à pilha, dando assim mais chances de fazer novos combos (match) e elevar mais ainda os pontos.

Ao atingir a pontuação minima necessária poderá trocar de ilha onde tudo se repete, porém com novo cenário, novo tema, novas peças e maiores desafios. Caso perca, deverá reiniciar desde o início, mas não se preocupe, sua pontuação ficará marcada no board online de maiores pontos.

Match Village: Estratégia entre padrões

Temos zoom, mas e pan?

A respeito da câmera presente do jogo há uma grande ausência que por vezes dificulta e prejudica parte da jogabilidade. Podemos dar zoom utilizando os botões ZL e ZR, rotacionar as peças com L e R e até mesmo rotacionar a câmera com o R Stick (analógico direito), mas não podemos mover a câmera, ou seja, efetuar um movimento de pan onde o centro da câmera seja alterado e outros ângulos ou até mesmo partes da ilha sejão vistos.

Por vezes, principalmente depois de preencher boa parte dos espaços do mapa, quis dar zoom e “passear” pelo mapa vendo as miniaturas das construções e isso não foi possível, pois o centro da câmera não se move …

Design e Trilha Sonora

O grafico minimalista e ausente de detalhes de Match Village pode não agradar os mais exigentes mas se tratando de um jogo puzzle com um pouco de estratégia, digo que essa combinação se torna bem agradável com passar do tempo e passa despercebido.

No embalo das ondas

A trilha sonora consiste no relaxante som ambiente de ondas e vento que alternam sua intensidade e até podem montar na imaginação um local paradisíaco e pacífico caso feche os olhos.

Mas é apenas isso, não há musica ambiente. Não é algo que prejudique a experiência, pelo contrário, a escolha de sons aqui certamente ajudam na concentração e quando somados com os efeitos sonoros de colocação das peças ou dos bônus acontecendo, ou mesmo de novas peças indo para a pilha, tudo parece se encaixar muito bem.

Detalhes Técnicos

Match Village é um jogo brasileiro que pesa pouco mais 200mb e pode entregar horas de entreterimento a um custo benefício gigantesco. Serve muito bem para relaxar e para treinar previsão de etapas (caso queira ficar eternamente em um combo de colocação de peças como eu consegui uma vez). O jogo está custando R$14,99 na eshop brasileira.

Detalhes Técnicos - Match Village
Match Village - Review

Match VillageVereditoMatch Village é um ótimo jogo para relaxar ou espairecer enquanto treina sua "previsão de etapas". Além de ser barato e ter um ótimo indice de rejogabilidade. É mais um ponto para o Brasil nessa indústria de gamesDesign70Trilha Sonora80Diversão75Gameplay80Custo x Benefício100PrósRelaxanteBaratíssimoMais desafiador do que aparentaContrasCâmera travada e sem movimentação, apenas zoom e rotação.81Nota Final{"@context": "https://schema.org/", "@type": "Organization", "name": "Match Village","image": [ "https://projectn.com.br/wp-content/uploads/2024/05/Project-N-Review.jpg" ],"review": { "@type": "Review", "reviewRating": { "@type": "Rating", "worstRating": "0", "ratingValue": "81", "bestRating": "100" }, "author": { "@type": "Person", "name": "Vinícius Rufino" } }}

[Nota do Editor: Match Village foi analisado a partir da sua versão para Nintendo Switch. A cópia do jogo foi gentilmente cedida pela QUByte Intearactive para avaliação.]

Continue Lendo

Você pode gostar também
Cover Image for Entrevista com Beatriz Góis, premiada cosplayer amante de jogos da Nintendo

Entrevista com Beatriz Góis, premiada cosplayer amante de jogos da Nintendo

Cover Image for GRID Autosport — Uma das poucas opções simcardes do Switch

GRID Autosport — Uma das poucas opções simcardes do Switch

Cover Image for Lançamentos físicos da semana que termina em 25/Mai – Paper Mario: The Thousand-Year Door, Castle of Shikigami2 e mais

Lançamentos físicos da semana que termina em 25/Mai – Paper Mario: The Thousand-Year Door, Castle of Shikigami2 e mais